O poder das estórias na vida da criança

“As crianças de hoje em dia não param!”.
Ouvimos com muita frequência a queixa de que as crianças estão cada vez mais desobedientes, agitadíssimas. Quando saio às ruas tenho que concordar, parece mesmo que todas as crianças enlouqueceram.


Mas daí me lembro que, no fundo, tudo continua igual: são nove meses o tempo de gestação, na grande maioria das vezes um bebê senta com seis meses, engatinha perto dos oito e começa a querer andar com um ano. Então, concluímos , com algum constrangimento que quem mudou fomos nós: os adultos -  mudamos a forma como recebemos nossas crianças,  como  as introduzimos nesse mundo moderno, no mundo que vivemos. Muitos pais na correria e desespero apelam para a boa e nova tecnologia. Crianças almoçando com o tablet na frente, passeando no shopping com mochilinhas que são coleiras...
 

Você deve estar se questionando: como fazer então,  já que vivemos em 2017, com tudo tão corrido?  
 

Aqui vai uma dica de que gostamos muito: nós ainda podemos dedicar um tempo do nosso dia, seja ele no começo ou no final para estarmos realmente juntos com nossas crianças e não tem forma melhor de estar junto do que a que permaneceu através dos séculos :   contando  nossas histórias.
Todas as crianças, em todos os tempos são fascinadas por histórias e mais ainda sobre as histórias de como ela foi desejada, como chegou, e como o mundo era antes dela. Lógico, com ela sempre no meio, pois a criança pequena é ainda bastante egocêntrica e o mundo na cabecinha da criança ainda gira ao redor dela. 
Cada pessoa é uma história. O estar junto e contar histórias não é um simples passatempo, é a forma de se transmitir Sabedoria.
Histórias verdadeiras levam tempo, é preciso parar, refletir, maravilhar-se. 
Ao pararmos de ouvir uns aos outros,  perdemos a capacidade  de aprender .


São muitas as vezes  nas quais as crianças têm que fazer um esforço descomunal para serem ouvidas, já vi crianças de colo puxando o rosto da mãe para que ela a perceba, a escute, fale com ela. 


Os pais precisam reconhecer a importância  de contar aos filhos a própria história muitas e muitas vezes; para que eles venham a conhecer, pelo que é contado,  a quem pertencem, quem são. 


Uma das coisas mais importantes que podemos dar a uma criança é a nossa atenção, quando uma criança está falando não é preciso fazer nada, somente ouvi-la, escutá-la com atenção, apenas acolhendo-a, importando-se com o que ela está nos contando. Por vezes, importar-se é mais importante do que entender.

 

Esperamos que tenham gostado. Um beijo e até breve

Myriam e Fernanda.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • YouTube Social  Icon
  • Facebook - White Circle

Siga